Atualizado em 23 maio 2021

À memória da Filomena

OBRIGADO, FILOMENA

Conheço a Prof. Filomena Cabral há muitos anos. Os anos passaram, mas a sua forma de estar, de partilhar, de ouvir, de perdoar, de compreender, de aceitar, de se entregar, nunca mudou. Excelente profissional, possuía a magia de tocar no coração dos seus “meninos” que, certamente a vão recordar ao longo da sua vida.

Dar, compreender e ajudar, mais do que as palavras, eram comportamentos normais e rotineiros no seu dia a dia. Preocupou-se sempre mais com os outros do que consigo própria. Zelou com extremo amor a sua Mãe. Viu-a partir e confidenciou-me que nunca aceitara a sua partida, mas na Família outros membros precisavam de Si. Carregava o sofrimento dos outros e ignorava o seu próprio sofrimento e a sua doença.

De uma forma implacável e célere, a doença levou-a, na manhã do dia 22 de maio.

O sonho de regressar à Escola, aos seus “meninos” ficou desfeito. A Filomena partiu e deixou-nos um imenso vazio e uma enorme lição de vida. Uma vida que é breve e, tantas vezes, a desperdiçamos com situações banais, insignificantes e inúteis. A Filomena era diferente. Mesmo nas situações mais difíceis, mantinha um sorriso estampado nos seus lábios. Um sorriso de esperança, de Fé, de confiança.

Como Diretor do Agrupamento, no qual serviu com tão elevado profissionalismo transmitindo conhecimento e valores que, infelizmente, vão escasseando na nossa sociedade, quero expressar a minha profunda tristeza e eterna saudade pela Colega e pela Pessoa que tão prematuramente nos deixa.

No coração de todos que tiveram o privilégio de a conhecer, continuará a viver, porque um ser humano quando é bom é imortal.

Agrupamento de Escolas Infanta D. Mafalda, 22 de maio de 2021

O Diretor

Laureano Valente

 

Dados adicionais